José Hamilton Ribeiro ministra palestra na ExpoLondrina 2009

Repórter do Globo Rural compartilha, no Secoagro, experiências de sua carreira

dsc01049pq

 Pauta: Ana Carolina Contato
Reportagem: Felipe Barros
Edição: Vitor Oshiro

A Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina, realizada em abril, recebeu um dos módulos itinerantes do Secoagro. Além dos tradicionais rodeios e leilões, o Parque Ney Braga abrigou uma série de eventos acadêmicos ligados à agropecuária. O agronegócio é responsável, atualmente, por 33% do Produto Interno Bruto (PIB), 42% das exportações e 37% dos empregos brasileiros, segundo dados de 2004 do Ministério da Agricultura. Atentos a esse mercado em contínuo crescimento, a Associação de Jornalistas do Agronegócio do Paraná (AJAP) e a EMBRAPA conceberam os Seminários Itinerantes – Comunicação e Agronegócio (Secoagro).

Os 20 módulos do Secoagro se concentram nas regiões de grande produção jornalística e em cidades que tenham faculdades de comunicação: Curitiba, Londrina, Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Cascavel, Toledo e Foz do Iguaçu. O presidente da AJAP, Samuel Milléo Filho, graduado em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina, ressaltou, no evento realizado no dia 3, o objetivo dos seminários: ” A associação surgiu com a idéia de discutir a produção jornalística no agronegócio. O Secoagro tem o intuito de trazer mais conhecimento sobre o assunto, despertando o interesse nos estudantes de comunicação”.
Com tal proposta de atrair futuros profissionais para o ramo, José Hamilton Ribeiro foi convidado a conferir o Quarto Módulo ” Experiências de um Jornalista do Campo. O jornalista*, nascido em Santa Rosa do Viterbo, vencedor de sete prêmios Esso de Reportagem, exerce a profissão há mais de 50 anos, colaborando na produção jornalística da história brasileira com as revistas Realidade e a Quatro Rodas. Foi à guerra do Vietnã pela revista Realidade e realizou a cobertura que lhe rendeu o livro “O Gosto da Guerra”, em que retrata os momentos vividos em terra vietnamita. Ao decorrer da carreira, venceu sete prêmios Esso e escreveu, dentre outros livros, Jornalistas 37/97 – sobre os 60 anos do Sindicato de Jornalistas de São Paulo. Atuou como repórter da Veja, Globo Repórter, Fantástico; em 1982, enfim, juntou-se à equipe do Globo Rural, desacreditada, segundo ele, pelos demais. “No começo, o Globo Rural não tinha uma perspectiva para o futuro. Diziam: ” isso é mandioca news não vai durar três meses”. Este ano, o programa completou 28 anos e é apresentado em edições diárias”, afirma.
Por trás do sucesso do Globo Rural, revelou as dificuldades em manter um noticiário de qualidade. “O agronegócio é muito amplo e diversificado, torna-se complicado para um programa diário cobrir tudo que acontece. A ajuda das afiliadas é muito importante na realização do telejornal. Há, também, uma linguagem muito técnica e difícil de ser traduzida “, explica.
Para a superação de tal barreira técnica, Ribeiro coloca o ser humano como ponto de referência das matérias produzidas: “O espetáculo do homem é o homem, a emoção. Nas reportagens, é necessário procurar algo real, autêntico. Entremear a parte técnica com as personagens e histórias, o lado humano “.
O repórter qualificou, também, a relação do meio ambiente governamental e o produtor rural como “drástica”. ” Ao homem do campo, recai toda a penalização dos problemas ambientais. Este não tem apoio para proteger o meio ambiente e é punido, enquanto o homem da cidade, nem advertido é “, critica.
Ao término da palestra, estudantes e profissionais presentes avaliaram a importância do evento. A estudante de jornalismo da Unopar (Universidade do Norte do Paraná), Gracieli Oliveira, 28 anos, destacou o pouco aprofundamento do agronegócio no ramo da comunicação: “É um campo pouco explorado, não há muita visibilidade. Acho interessante a iniciativa das palestras para trazer esse assunto à tona. Eu já sou formada em marketing, trabalhei no ramo agropecuário e sei da pouca cobertura que existe da imprensa. Seria um ótimo segmento para trabalhar como jornalista no futuro “.
A série de seminários itinerantes, Secoagro, já mobilizou 1500 pessoas ao entre 2008 e o primeiro semestre desse ano. A expectativa é de que o Quinto Módulo ” Avicultura e Suinocultura ocorra no segundo semestre.
Informações complementares no site: http://www.secoagro.com.br

*José Hamilton Ribeiro ingressou na faculdade de jornalismo Cásper Líbero, em São Paulo, em 1954. No penúltimo ano do curso, no entanto, foi convidado a deixar a faculdade por ter participado de uma greve de estudantes realizada pelo Centro Acadêmico do qual era vice-presidente. Em 1964, formou-se em Direito na Universidade de Uberaba.

Ano 6 – Edição 62 – 04/05/2009

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: