Jornada da Liga do Trauma orienta no socorro a vítimas de acidentes

Oficina ministrada por ex-coordenador do SIATE atenta aos cuidados que se deve ter na hora dos primeiros socorros

Edição: Beto Carlomagno e Vitor Oshiro

Pauta: Ana Carolina Contato

Reportagem: Leonardo Caruso

30092009(006)

Capitão Wilson demonstra técnicas de primeiros socorros na jornada da Liga do Trauma realizada no Hospital Universitário

Sirenes, Polícia, bombeiros, ambulância. Cena típica de um atropelamento ou de uma batida entre automóveis. Os motivos que ocasionaram o acidente podem ser analisados posteriormente. O importante agora é salvar as vidas em perigo. Os primeiros socorros são essenciais nesse momento.

E é sobre este assunto queo Capitão Wilson Oliveira Paulino, ou apenas Capitão Wilson, formado pela Academia da Polícia Militar de Guatupê, ex-coordenador do SIATE (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma e Urgência) e atualmente Oficial do Corpo de Bombeiros de Londrina, trabalhando no Departamento de Pessoal, falou na oficina ABCD Primário, ministrada durante a VIII Jornada da Liga do Trauma. O evento, realizado entre os dias 28 e 30 de setembro, no anfiteatro e nas salas de aula do Hospital Universitário (HU), contou com a participação de profissionais e estudantes da área de saúde.

A primeira palavra do oficial dos bombeiros na oficina foi “prevenção”. Mas, e quando a prevenção não evita que um acidente ocorra? É neste ponto que entram os primeiros socorros. De acordo com o Capitão, não existe uma teoria de primeiros socorros e sim uma doutrina. Teoria você contesta, doutrina você cumpre”, enfatiza.

“O primeiro dos itens a ser cumprido é o controle de cena”, diz o Cap. Wilson, que vê esta etapa como a mais importante em um primeiro instante. “Muitas vezes a pessoa fica desesperada e se esquece de fazer coisas simples, como desligar o motor do carro e sinalizar a área, e que podem evitar o agravamento de uma situação”, explica.

Durante a palestra, o socorrista afirmou que, quando você se identifica como médico ou enfermeiro, a vítima se sente mais tranqüila e até coopera mais, mas, mesmo assim, ele é da opinião de que todos deveriam ter oficinas de primeiros socorros. “As escolas deveriam ter no currículo algumas aulas sobre noções de primeiros socorros”, argumenta.

Ariana Martins Coutinho, do curso de Enfermagem, e Nathalia Monti Arone, do curso de Medicina, ambas estudantes da Universidade Estadual de Londrina (UEL), concordam com o Capitão. Para elas, “é uma obrigação as pessoas saberem o básico” e acrescentam que atividades desse tipo ajudam a sanar dúvidas.

Sempre reiterando que o mais importante é a segurança da vítima e das pessoas que estão ajudando, o capitão instrui: “As pessoas, sejam especialistas de saúde ou não, ao se depararem com um acidente, devem manter a calma, analisar a situação, sinalizar o local adequadamente, checar se há outros riscos e acionar apoio”.

Com vários anos de experiência na área, o Cap. Wilson, que esteve recentemente no Japão em um curso de combate a incêndios, analisou a cultura e as tradições japonesas e aponta a causa do grande número de tragédias no trânsito brasileiro como sendo um problema cultural. “No Brasil, as pessoas são egoístas. Só pensam em suas agendas e se esquecem que as leis existem para garantir a integridade humana”, explica.

A Liga do Trauma promove e colabora com outros eventos, como campanhas de prevenção, semana do trânsito e outras atividades que levam informações úteis aos estudantes do Hospital Universitário e à sociedade em geral. As estudantes de Medicina na UEL e organizadoras da Jornada, Alyne de Angelis e Débora Anhaia, afirmam que ter noções de procedimentos de primeiros socorros é essencial e, por isso, ressaltam que é um tema de destaque no evento. “Devido à relevância do assunto, a oficina é item obrigatório em toda jornada realizada pela Liga do Trauma”, concluem.

Créditos Foto: Leonardo Caruso

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: