Técnicas vocais e de regência são oferecidas à comunidade

Projeto desenvolvido pelo departamento de música na UEL busca auxiliar pessoas na área vocal e de regência

Edição: Fernanda Cavassana
Pauta: Laura Almeida
Reportagem: Isabella Sanches

Dar subsídios à área de técnica vocal e de regência, principalmente para pessoas que já estão na área da Música e que gostariam de aprimorar suas técnicas e conhecimentos, é o objetivo do projeto: “Procedimentos técnicos em regência e prática vocal: Atendimento a comunidade versão II”, desenvolvido pela professora Lucy Maurício Schimiti, do Departamento de Música da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Segundo a professora Lucy Schimiti, a ideia do projeto surgiu devido à falta de cursos sistemáticos nessa área. “As pessoas que são líderes de grupos vocais ou instrumentais não têm cursos específicos no âmbito de regência e técnica vocal, então a ideia foi aproveitar que temos uma formação nessa área para atender a comunidade”, explica a coordenadora. Lucy Schimiti possui graduação em Letras pela UEL, graduação em bacharelado em Música pela Faculdade de Música Mãe de Deus e mestrado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

A professora explica que a orientação para os inscritos no projeto é dada de forma tanto individual quanto em grupo, dependendo do interesse da pessoa e do problema em foco a ser resolvido. “Há quem procura orientação individualmente para resolver um problema de voz, como falta de projeção ou pouca sonoridade; outras pessoas chegam em grupos, quando por exemplo um líder trás integrantes do grupo que estão com dificuldades para tentar resolve-las.”

Lucy conta que o projeto busca oferecer subsídios para que as pessoas resolvam problemas específicos, como os de repertório, ou quando se lida com adolescentes, resolver dificuldades com a mudança de voz, principalmente nos meninos, trabalha também com a classificação de voz. “As vezes as pessoas nos procuram somente para saber se sua voz é adequada a um soprano, ou para saber se sua voz encaminha mais para o grave ou para o agudo”, expõe a coordenadora do projeto.

Segundo a professora, o projeto é aberto para a comunidade e não há pré-requisitos para participar da Técnica Vocal, basta apenas que a pessoa esteja procurando aprender. Já para participar das noções de regência, é necessário que a pessoa já esteja liderando algum grupo. “Para a área de regência nós estamos limitando para quem já é líder, porque têm pessoas que não possuem perspectivas de reger um grupo, mas estão no projeto para aproveitar. Então, nós ficamos um tempo dando aula sem ver nenhuma aplicação disso, a limitação é para que isso não aconteça”, explica.

De acordo com Lucy Schimiti, não há um número certo de pessoas inscritas, pois o projeto não é um curso em que a pessoa obrigatoriamente tenha que seguir horários, os integrantes permanecem nele enquanto acharem necessário. “Tem gente que vem umas cinco vezes e depois que seu problema é resolvido, não aparece mais.”

O projeto, que está na sua segunda versão, antes funcionava com o nome de “Assessoria Para Regentes Corais de Londrina e Região”, mas com o mesmo propósito. “Há anos nós trabalhamos com a assessoria de pessoas na área vocal e de regência, dando condições para que as pessoas que nos procuram possam assumir um grupo”, explica a professora.

De acordo com ela, o que foi observado até o momento com o projeto foi a pouca procura por parte dos líderes, principalmente das Igrejas e Regentes de Coros. Segundo a professora, a maior procura é feita por pessoas da comunidade, professores, pessoas que querem formar um grupo dentro de uma empresa ou da sua comunidade, pessoas que cantam ou fazem teatro, ou seja, gente que lida com a voz de maneira geral.

Outro ponto observado foi a falta de orientação nessa área. “Grande parte das pessoas têm vontade de fazer alguma coisa na área vocal, mas nem sempre encontram onde fazer. Existe de certa forma uma escassez de profissionais que trabalham com isso, o que faz com que as pessoas fiquem sem orientação”, constata. A professora Lucy Schimiti explica que o projeto busca suprir essa carência, fazendo reflexões, discutindo e oferecendo subsídios às pessoas na área de regência e preparação vocal.

Ano 7 – Edição 84 – 28/03/2010

3 respostas para Técnicas vocais e de regência são oferecidas à comunidade

  1. Marina Ceciliano disse:

    Boa Tarde! Gostaria de ter mais informações, sobre Tecnicas vocais para a comunidade. Toco violão na Igreja, mas não canto, minha voz é muito infantil. Preciso de ajuda!
    Abraços

  2. Elaine Batista disse:

    Como faço para participar deste projeto, trabalho com musica em grupos e coro, gostaria de está aprimorando meus conhecimentos na area.

  3. JEAN ROBSON disse:

    Faço parte de um vocal e estou como terceiro regente, peço mais orientações sobre esta a frente de um grupo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: