Projeto do Departamento de Computação da UEL busca novas adequações na a linguagem de programação

Iniciativa busca diminuir gastos na tradução de linguagens de programação antigas para formatos recentes

Edição: Beto Carlomagno
Pauta: Laura Almeida
Reportagem: Lucas Marcondes

É difícil imaginar o mundo atual sem a existência dos computadores e do acesso facilitado à tecnologia que os mesmos nos proporcionam. O ingresso de meios de comunicação mais eficientes nas relações humanas se deve a um importante fator: a linguagem de programação. É através desse método que surgem padrões que fazem com que o sistema do computador execute determinada ordem automaticamente, gerando assim maior produtividade e menor perda de tempo para o usuário, que não precisa mais “dizer” à máquina, através da digitação de códigos comandos, o que deseja fazer.

O Professor Doutor Jacques Duílio Brancher, docente do Departamento de Computação da UEL, Bacharel em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e Doutor em Engenharia de Metalúrgica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), indica que o surgimento dos métodos pioneiros de linguagem de programação foi um dos fatores que fizeram com que, posteriormente, o computador viesse a se popularizar entre o público em geral. Brancher comenta também que a linguagem de programação não tem como público-alvo apenas o usuário comum, mas também e, principalmente, as grandes instituições financeiras, organizações de âmbito mundial e órgãos ligados ao governo. Segundo o doutor, foi com o pensamento voltado para esse vigoroso filão de mercado que surgiu na Universidade Estadual de Londrina (UEL) o projeto do Departamento de Computação denominado ‘Desenvolvimento de um tradutor automático entre linguagens de programação

A iniciativa, coordenada por Jacques Brancher, busca, segundo ele, “desenvolver um programa de computador que faça conversão entre diferentes linguagens de programação”. O doutor diz que a pesquisa surgiu da necessidade de adaptar programas de décadas passadas – que continuam em uso – para os formatos mais recentes. “Programas de computador que, há 20 anos, funcionavam superbem continuam sendo utilizados hoje por falta de opção de troca da linguagem de programação”, explica Jacques Brancher, que também aponta uma das metas do projeto: “minimizar os custos de conversão de programas de computador feitos há mais tempo para programas de computador feitos atualmente”.

O trabalho, iniciado em outubro de 2009, ainda se encontra em fase embrionária e tem previsão de término para o final do mês de setembro de 2012. Em razão da dificuldade para a obtenção de verbas para as bolsas que são concedidas aos estudantes participantes, o professor conta que “uma das saídas para o problema é incentivar alunos a desenvolverem trabalhos de conclusão de curso e participarem de estágios que coloquem o tema da linguagem de programação em pauta”, finaliza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: