Marialva Barbosa abre Intercom Sul

Professora pós-doutora, que é presidente da ALCAR, ministrou conferência com o tema “A pesquisa em Comunicação no Brasil: Não precisamos mais ter medo do contágio”  

Professora pós-doutora Marialva Carlos Barbosa "A comunicação não é um campo novo".

Edição e Pauta: Beatriz Pozzobon
Reportagem: João Victor Evangelista 

A professora doutora Marialva Carlos Barbosa esteve em Londrina no dia 26 de maio, data na qual ministrou uma palestra no Cine Teatro Ouro Verde. Ela é graduada em Comunicação Social, mestre e doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui pós-doutorado em comunicação pelo LAIOS-CNRS, Paris. É também docente do programa de pós-graduação em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), diretora científica da 
associação Intercom e presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (ALCAR).

A palestra da professora pós-doutora abriu o XII Congresso de Ciências da Comunicação da Região Sul (Intercom Sul), o maior congresso da área na região Sul do Brasil, que ocorreu em Londrina de 26 a 28 de maio e teve como tema “Quem tem medo da pesquisa empírica?”. O evento foi organizado pela associação Intercom, que anualmente promove cinco congressos anuais e um nacional.

A conferência, que lotou o auditório do Ouro Verde, teve como tema “A pesquisa em Comunicação no Brasil: Não precisamos mais ter medo do contágio”. “Costumo dizer que o século XXI é o século da comunicação como lugar da pesquisa tal como foi o século XVII para a instituição da ideia de ciência e o século XIX para a formação do desenvolvimento das pesquisas em torno do universo histórico”, disse a palestrante, que completou: “o mundo em que nos movimentamos hoje é o mundo comunicacional”.

A professora pós-doutora falou também que existiu no final dos anos 80 os gritos de uma revolução tecnológica, que tornaria o mundo cada vez mais próximo. Marialva Barbosa abordou ainda que no início dos anos 90, um pouco menos de 20 anos do início dos estudos de pós-graduação na área de comunicação, pouco eram as pós-graduações em comunicação no país, e ainda havia muita dificuldade, mesmo entre os pesquisadores, de definir de que se ocupava a função teórica dos 
estudos de comunicação no Brasil.

A conferencista afirmou que desde os anos 1970, quando surgiram as primeiras pós-graduações em comunicação no país, os estudos na área se caracterizaram por importantes e decisivas parcerias com outras áreas de saberes, os chamados “bons vizinhos” da comunicação. Que permitiram, naquele momento, a ampliação dos temas abordados e, sobretudo, produzir as primeiras pesquisas com densidade teórica suficiente para ocuparem hoje o lugar de históricas.

Marialva Barbosa ressaltou que a ideia de uma ciência com aplicabilidade prática, aliada a dimensão extremamente valorizada da prática da comunicação com o saber eminentemente técnico, desvirtuou durante muito tempo a área. Além disso, ela estabeleceu uma dicotomia entre o saber teórico e o saber pratico, como se fosse possível pensar qualquer prática sem a teoria.

“A comunicação diz respeito a um ato comunicativo, a uma linguagem, a uma construção, a um sujeito em uma história com todas as implicações culturais e consentidas que essas correlações possibilitam. Uma linguagem que não é mero suporte de um mundo repleto de sujeitos que pensam, agem, tem sentimentos e relacionam se entre si. Nesse sentido hoje não mais negamos que a comunicação é um saber que se vale do outros objetos, outros métodos, novas abordagens,  sobretudo novos olhares em um campo em permanente processo de mutabilidade”, finalizou a professora pós-doutora.

A conferência terminou com a apresentação de um grupo musical e a mostra dos trabalhos premiados no salão de humor de Piracicaba. Além de palestras, o evento teve painéis, sessões de comunicação e apresentações de trabalhos no Expocom, que julgou os trabalhos previamente 

selecionados na internet e escolheu os que irão representar a região no Intercom nacional.

Crédito da foto: João Victor Evangelista

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: