5º Conpef é realizado na UEL

A quinta edição do evento discutiu principalmente a organização curricular e tratou também de assuntos como bullying e violência na escola

 

Edição: Paola Moraes
Pauta: Claudia Hirafui
Reportagem: Yudson Koga

O 5º Congresso Norte Paranaense de Educação Física Escolar (Conpef) ocorreu do dia 31 de maio a 03 de junho. O evento foi promovido pelo Laboratório de Pesquisaem Educação Física(LaPEF) e pelo Departamento de Estudos do Movimento Humano da Universidade Estadual de Londrina (UEL), em parceria com o Programa de Mestrado em Educação do Departamento de Educação, Comunicação e Artes (CECA).

O que se discutiu nessa quinta edição do congresso foi a organização curricular para ensino da Educação Física, “um tema muito importante e pouco discutido”, expõe o coordenador geral José Augusto Victoria Palma, graduadoem Educação Físicana UEL e com doutorado e mestrado tambémem Educação Físicapela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

O evento foi organizado com palestras, conferências, mesas redondas, cursos-oficinas e apresentações de trabalhos, socializando conhecimentos a respeito do tema debatido. Segundo o professor doutor José Augusto Palma, já há bastante estudo sendo desenvolvido e publicado a respeito da organização curricular. Porém, nem todas essas publicações chegam ao professor que está na escola: “A nossa intenção é fazer com que essas produções cheguem ao professor. As produções existem, são feitas e financiadas, mas os professores têm pouco acesso a elas. É o grande problema nosso hoje.”.

O coordenador geral do evento, Prof. Dr. José Augusto Victoria Palma

As oficinas, propostas e ministradas por professores atuantes em sala de aula, discutiram desde a questão técnica docente, sua formação e a violência na escola e como isso interfere na organização curricular, não só na disciplina de Educação Física, mas na dinâmica de toda a escola. Assim, a construção de regras no interior da escola e a forma de encarar, perceber e resolver conflitos em situações de aula foram temas abordados que, segundo João Augusto Palma, atraíram outros profissionais, não ligados à Educação Física: “São cursos que têm uma projeção e dimensão bastante ampla, não ficando restrito à Educação Física. Por isso nós tivemos docentes inscritos que não são dessa área, mas que se interessaram pelas temáticas dos cursos e das palestras.”

Dos 84 trabalhos inscritos, 20 foram no formato de cartazes e pôsteres, e os demais na forma de comunicação oral. “Esse panorama nos revela que o professor quer falar e expressar aquilo que está  produzindo. Em outros eventos, os trabalhos em comunicação oral são em menor quantidade do que os cartazes, mas no nosso foi o contrário.” afirma o coordenador, completando ainda que foram apresentados trabalhos de conclusão de curso de graduação e teses de doutorado, mostrando que o congresso tem uma intensidade e profundidade científica muito interessante.

A respeito do número de participantes, José Palma responde: “Foram mais de 300 inscritos nesse congresso, com um elevado número de professores de Educação Física. Tivemos sim estudantes de graduação, mas a maioria foi de profissionais já graduados, o que avaliamos como uma resposta positiva do congresso.”

De acordo com ele, o estudo da organização curricular é muito importante, pois os professores de Educação Física estão passando por uma reformulação grande na educação nacional. “Em grande parcela das universidades públicas nós temos formações distintasem Educação Física. Existegraduação, licenciatura e bacharelado. Na UEL, esses cursos têm entradas e currículos diferentes.” explica o professor doutor. Dessa forma, quem entra para o curso de licenciatura tem o curso voltado para a preparação e formação dessa área. “Um grande número desses profissionais já estão sendo formados. Eles estão no mercado de trabalho e queremos saber como essa preparação específica repercute hoje na docência.”, finaliza.

Os participantes do Congresso em oficina dentro do ginágio de esportes

O 5º Conpef foi financiado pela Fundação Araucária e apoiado pela Prefeitura Municipal de Ibiporã, gráfica UEL, Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e Centro de Educação Física e Esporte (CEFE). Também contou com a ajuda do Centro de Ciências Humanas (CCH) no empréstimo dos auditórios. Foram feitas duas produções: um caderno com os resumos de todos os trabalhos apresentados e um Anais em CD-Rom com artigos.

Crédito das fotos: Yudson Koga

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: